2014: alerta de Aécio Neves sobre descaso na energia se comprova

 

Normal
0

false
false
false

PT-BR
JA
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Table Normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:Calibri;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;}

Enquanto o PT ataca Aécio Neves
visando 2014, denúncia do senador
sobre descaso do governo federal em relação ao setor elétrico se confirma
Aécio Neves, em função
de 2014, ano eleitoral, sofrerá um
ataque ordenado da base de apoio à presidente Dilma Rousseff nos próximos dias,
conforme os jornais desta segunda-feira (17/12) noticiaram. Porém, o motivo
desta ofensiva – o fato do senador
mineiro ter alertado sobre o sucateamento do setor elétrico nos últimos anos –
acaba de ser comprovado por reportagem publicada pelo jornal Estado de S. Paulo
nesta terça-feira (18/12).
Com base em documentos oficiais do
próprio governo federal, o jornal mostra que os apagões dos dois últimos anos
foram provocados por falta de investimentos em estrutura, falha humana e
ausência de equipamentos de segurança e de comunicação.
O Estado de S. Paulo teve acesso a
relatórios da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e da Operadora
Nacional do Setor Elétrico (ONS). Ambos falam em faltas “graves” e “primárias”
como motivos para os apagões registrados nos últimos dois anos em todas as
regiões do país.
Antecipando o embate que pode
acontecer em 2014, Aécio Neves vem sofrendo ataques coordenados por sua defesa
de uma redução dos impostos federais sobre a conta de luz. É o mesmo caso
quando ele joga a luz sob o perigo de colapso no setor elétrico em função da
descapitalização das empresas do setor. E é o que se vê comprovado com a
reportagem do “Estadão”: a falta de investimento nas empresas do setor elétrico
está diretamente ligado aos apagões ocorridos.
Moradores de aproximadamente 15
estados brasileiros já sofreram com o problema, entre eles, Rio Grande do Sul, São
Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santos, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Ceará
e Amazonas. E o mais estarrecedor: em 2006, foi publicado no Diário Oficial da
União uma ordem para obras imediatas, que não foi cumprida até hoje.
Com a nova revelação, o que se pode
perceber, além do descaso e a falta de competência do governo federal para
gerir o setor elétrico no Brasil é que existe uma campanha eleitoreira visando
minar Aécio Neves em 2014.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s