Eleições 2014: contra Aécio Neves, distribuição de cargos

Eleições 2014: contra Aécio Neves, distribuição de cargos
Aécio Neves: eleições 2014

Para anular o perfil aglutinador de Aécio Neves nas Eleições 2014, a distribuição de cargos será a estratégia do PT e de Dilma.

O PT e a presidente Dilma Rousseff dão mostras, cada vez mais fortes, de medo em relação a candidatura de Aécio Neves nas Eleições 2014. Tentam desqualificar sua pré-candidatura, dizendo que ele só quer espaço na mídia para 2018; usam indevidamente regalias da Presidência da República para tentar transformá-lo em “inimigo da nação” e preparam uma distribuição de cargos públicos para tentar enfraquecer as virtudes do senador mineiro como estadista nato que é.

Nos últimos dias, além do tom agressivo e eleitoreiro do pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em cadeia nacional de emissoras de TV, as movimentações do PT para apadrinhar e cooptar o apoio de partidos políticos tem sido assunto recorrente na mídia nacional. Os petistas sabem que nas Eleições 2014, Aécio Neves será o nome que melhor representará um governo de alianças e de diálogo. Por isso, não se cansam de abrir planilhas, organogramas e até mesmo o Diário Oficial da União para encontrar alternativas de enfraquecimento ao pré-candidato do PSDB.

Para acolher o recém-criado PSD, que hoje faz parte do governo tucano de Antonio Anastasia em Minas Gerais, a presidente Dilma pensa até em inchar a máquina pública. A estratégia é criar o Ministério das Minas e entregá-lo a um representante mineiro do PSD.

Em São Paulo, ninho de nascimento do partido do ex-prefeito paulistano Gilberto Kassab, a estratégia é menos imoral, porém, mais agressiva. Dilma quer cooptar o vice-governador Guilherme Afif Domingos, causando uma verdadeira salada política.

Assim, Dilma e o PT buscarão fazer com outros partidos que estão em sua base de sustentação, mas que, ao mesmo tempo, declarariam apoio ao projeto moderno de governo que o senador mineiro pode representar, se confirmar sua candidatura. PMDB, PSB e PP estão no centro desta preocupação petista.

A atual cena política começa antecipando o que deve esquentar durante todo o ano de 2013: um PT enlouquecido por enfraquecer – para as Eleições 2014 Aécio Neves.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s