Aécio Neves 2014: pré-candidatura elevou a moral no PSDB

Aécio Neves 2014: pré-candidatura elevou a moral no PSDB
Pré-candidatura de Aécio levantou estima do PSDB

Aécio Neves 2014: pré-candidatura do senador mineiro, lançada por FHC e por Sérgio Guerra, elevou a moral e a estima dos tucanos

O lançamento do projeto “Aécio Neves 2014” fez com que a moral e a estima dentro do PSDB ficasse elevada após a série de derrotadas nacionais acumuladas desde 2002. Essa é análise feita em reportagem da Revista Época na edição deste final de semana.

“Até o apagar das luzes de 2012, a oposição ao governo federal tinha poucos motivos para se empolgar. Ainda abatidos pela derrota de José Serra na disputa pela prefeitura de São Paulo, os tucanos eram a imagem do desânimo. O revés eleitoral na maior cidade do país significava, segundo os mais pessimistas no partido, que Lula e Dilma seguiriam imbatíveis até 2014. Nem todos, porém, pensavam da mesma maneira. Num encontro de prefeitos tucanos, no início de dezembro, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso surpreendeu ao lançar o senador Aécio Neves como candidato do partido ao Planalto em 2014. ‘Aécio é hoje o candidato que o PSDB tem para a Presidência da República’, disse na ocasião o presidente do partido, Sérgio Guerra, endossando Fernando Henrique, traz a reportagem.

Sobre o projeto “Aécio Neves 2014”, a Revista Época afirma ainda: “o ano de 2013 amanheceu com farfalhar de penas no ninho tucano. Integrantes do partido promoveram várias reuniões tendo como tema a análise do cenário atual. Parte dessas reuniões se deu no apartamento que o senador mineiro Aécio Neves mantém no Rio de Janeiro, onde se juntaram vários ex-integrantes do primeiro escalão do governo de Fernando Henrique – entre eles o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan, o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga e o economista Edmar Bacha, da equipe do Plano Real. Uma das razões da animação do PSDB foi o mau início de ano do governo Dilma – os ecos do ‘pibinho’ de 2012, a projeção para a inflação acima da meta do governo e as especulações sobre uma possível crise energética. Os tucanos viram o que consideram uma janela de oportunidades”.

CLIQUE AQUI E LEIA A ÍNTEGRA DA REPORTAGEM DA REVISTA ÉPOCA

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s