Eleições 2014: Aécio Neves e Eduardo Campos fecham aliança

Eleições 2014: Aécio Neves e Eduardo Campos fecham aliança
Aécio Neves e Eduardo Campos
Eleições 2014: Aécio Neves e Eduardo Campos (PSB) fecham acordo e seus partidos votarão em Pedro Taques (PDT-MT) no Senado

A pouco mais de um ano das Eleições 2014, Aécio Neves e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), fecham acordo no cenário nacional. Os dois foram os principais articuladores para que tanto o PSDB quanto o PSB confirmassem apoio de suas bancadas no Senado Federal à candidatura de Pedro Taques (PDT-MT) para presidir a Casa. A eleição acontece nesta sexta-feira (1º/02), em Brasília, sob muita pressão e desconforto.

A movimentação se iniciou após o PT e a presidente Dilma Rousseff insistirem na candidatura do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), mesmo após a Procuradoria Geral da República pedir oficialmente apuração ao Ministério Público sobre possível envolvimento do peemedebista em esquema de notas fiscais frias.
Este seria o segundo escândalo envolvendo Renan Calheiros. Em 2007, ele renunciou a presidência do Senado após graves denúncias de seu envolvimento com um lobista em Brasília que, inclusive, pagava contas pessoais do senador.

Aécio Neves foi um dos primeiros senadores a pedir publicamente que Renan Calheiros desistisse de sua candidatura à presidência do Senado. O tucano mineiro defendia que fosse mantida a tradição de se eleger o novo presidente pelo critério da proporcionalidade dos partidos, mas que o PMDB apresentasse outro nome.

A sugestão de Aécio Neves encontrou a resistência firme do PT e da representatividade de Dilma Rousseff no Senado. Os petistas insistiram em bancar Calheiros mesmo com as denúncias do procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Já Eduardo Campos tentou ainda viabilizar uma candidatura do PSB para a eleição desta sexta-feira. Acabou desistindo e firmando uma aliança com Aécio Neves e o PSDB: ambas as bancadas dos dois partidos estão fechadas com a candidatura de Pedro Taques.

A disputa pela presidência do Senado pode ser uma importante sinalização de que Eduardo Campos e o PSB podem sim caminhar juntos nas Eleições 2014 com Aécio Neves.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s