Eleições 2014: Aécio Neves vence ataque de guerrilha do PT

Aécio Neves vence guerrilha contra PT

Eleições 2014: Aécio Neves trouxe a público lado podre do PT, recebeu ataques de guerrilha e sai fortalecido de embate político 

O forte e elogiado pronunciamento de Aécio Neves no Senado Federal reacendeu a discussão sobre as Eleições 2014 e ainda terá muitos desdobramentos nos próximos meses. Internamente, para o PSDB, também foi fundamental testar a reação do PT a um posicionamento duro contra seus fracassos e erros à frente do governo federal. E o que se pode constatar é que a verdade fez despertar um antiga reação típica dos petistas e que parecia adormecida: a agressividade.

Assim que terminou seu pronunciamento na última quarta-feira, Aécio Neves foi atacado violentamente por senadores escalados pelo PT para tentar desviar o foco das denúncias feitas. 

Em um artigo no jornal Valor Econômico, o jornalista Raymundo Costa chamou a estratégia do PT de “ataque de guerrilha”, onde o objetivo é acuar o adversário, mesmo que não se tenha condições de rebater as verdades ditas.

Segundo o jornalista, a “curta intervenção” feita pelo senador Lindberg Farias (RJ), primeiro soldado escalado pela claque do PT para desqualificar o pronunciamento de Aécio Neves, não passou de “uma espécie de ataque de guerrilha, uma emboscada seguida de rápida retirada”.

E o caráter de guerrilha de fundamento ficou escancarado, na avaliação de Raymundo Costa: “já o que sobrou em coerência a Aécio Neves, em discurso bem estruturado, faltou a Lindberg, que optou pela linguagem de palanque. Lindberg falou mais para carimbar a presenção do PT no discurso de Aécio”.

E o jornalista do Valor Econômico completou: “Aécio venceu por pontos porque atingiu seu objetivo: pautou uma oposição ansiosa por se manifestar. Não foi à toa que o presidente do Senado, Renan Calheiros (aliado de Dilma e do PT), tentou a todo o custo enquadrar o discurso de Aécio no tempo regimental, apesar dos protestos dos senadores que enxergaram uma brecha para, enfim, o Senado entrar num debate de políticas públicas”.

Ou seja, se vai vencer as Eleições 2014, ninguém sabe, mas que o certo é que a oposição foi pautada por Aécio Neves.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s