Líder da oposição: Aécio Neves desmente Dilma sobre cadastro social

Senador Aécio Neves: lider da oposição
Senador Aécio Neves: lider da oposição
Foi só o líder da oposição, Aécio Neves, defender o legado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para deixar ouriçado o PT. Com é bem sabido, os petistas não admitem em qualquer hipótese que nada fizeram mais do que dar prosseguimento às bases econômicas e sociais ficadas durante os dois mandatos do PSDB à frente da Presidência da República.
A última grande tentativa foi a declaração da presidente Dilma Rousseff de que foi o PT que inventou o cadastro nacional para programas assistenciais no Brasil. Perdeu a oportunidade de não dizer mais uma bobagem. Isso porque em um pronunciamento em Goiânia, durante um fórum promovido pelo PSDB, Aécio Neves mostrou porque é o mais preparado líder da oposição: revistou a história recente do país e desmentiu vergonhosamente Dilma.
“O conceito da rede de proteção social foi uma construção do final da década de 1980, início de 1990, que teve através de dona Ruth Cardoso seu mais vigoroso impulso. O cadastro único para os programas sociais foi uma construção de 2001. E a presidente negou que ele existisse antes. Não é verdade. Foi criado por um decreto do presidente Fernando Henrique, herança do PSDB.
O benefício da prestação continuada foi regulado em 1993, ainda por Itamar Franco e implantado por Fernando Henrique em 1996. Herança do PSDB. A nacionalização dos primeiros programas de transferência de renda, como Bolsa-Escola e Alimentação, que eram entregues às mães, também é uma herança do governo do PSDB, assim como o programa de erradicação do trabalho infantil. A Loas, prevista na Constituição, também foi implementada nos governos Itamar e Fernando Henrique.
O Conselho Nacional de Assistência Social é de 1995, tempo em que a senadora Lúcia Vânia ocupava a Secretaria Nacional de Assistência Social do governo FHC. O Fundo Nacional de Erradicação da Pobreza foi criado ainda no governo Fernando Henrique. Os Núcleos de Apoio a Família, que em 2005 passaram a se chamar CRAS, são de 1999. O Pronaf, instrumento fundamental para o trabalhador do campo, criação estruturada no governo do PSDB.
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s