Aécio Neves 2014: Minas Gerais cresce 2,5 vezes mais que o Brasil

Aécio Neves 2014: Minas Gerais cresce 2,5 vezes mais que o Brasil
Minas Gerais está crescendo 2,5 vezes mais que o Brasil

Aécio Neves 2014: enquanto o Brasil não passou do pibinho de 0,9%, MG completa 10 anos do Choque de Gestão e atinge PIB de 2,3% em 2012

Mais um dado para Dilma Rousseff ter de rebater Aécio Neves em 2014: Minas Gerais, governada há 10 anos pelo PSDB e case de sucesso mundial de administração pública eficiente, cresceu 2,5 vezes mais que o Brasil em 2012. Enquanto o governo federal, comandado pelo PT, não conseguiu tirar o Brasil de um pibinho de 0,9% no ano passado, a taxa em solo mineiro foi de 2,3% no mesmo período.
Nesta quarta-feira (06/03), o Centro de Estatística e Informações (CEI) da Fundação João Pinheiro divulgou os dados do PIB mineiro. A taxa em 2012 superou em 1,4 pontos percentuais a taxa de crescimento do PIB nacional (0,9%), divulgada no dia 1º de março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os números comprovam que se não fosse os dados positivos de Minas Gerais, o pibinho do Brasil poderia ter sido ainda menor. Como bem lembrou o governador Antonio Anastasia, “Minas contribui mais uma vez para melhorar os resultados do Brasil”.

De acordo com o estudo, a taxa de crescimento foi impulsionada, principalmente, pelos desempenhos positivos de setores como a agropecuária (4,4%), construção civil (4,4%), serviços da administração pública (3,5%) e produção e distribuição de energia e saneamento (3,1%).

A presidente da Fundação João Pinheiro, Marilena Chaves, também destacou que o crescimento da economia mineira registrado em 2012 não é algo isolado, mas faz parte de uma sequência de bons resultados anuais: “O bom desempenho da economia no Estado pode ser observado pela expansão do comércio e da indústria de construção civil. Indicadores interessantes neste contexto confirmam o aumento da produção insumos típicos da construção civil, como tijolos, placas, ladrilhos e cimento, entre outros no estado”.

A sequência de bons resultados podem ser creditados ao novo modelo de administração pública implementado em Minas Gerais com o Choque de Gestão, onde o estado passou a ser indutor do desenvolvimento econômico.

No campo eleitoral, este resultado expressivo de 2012 será uma dor de cabeça a mais para Dilma Rousseff, que terá de carregar o fardo do pibinho no embate com Aécio Neves em 2014.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s