Eleições 2014: desafiado, Aécio Neves coloca PT contra a parede

Senador Aécio Neves: líder da oposição
Eleições 2014: ao
desafiar Aécio Neves a falar da Petrobras, o mensaleiro do PT, José Dirceu,
acabou colocando Dilma Rousseff em xeque
Recentemente, com
vistas ao crescimento do nome de Aécio Neves em relação às Eleições 2014, o
ex-ministro e condenado pelo Mensalão do PT, José Dirceu, provocou o senador
mineiro: “faça dossiê sobre a Petrobras”,
disse em seu microblog. O PSDB não só fez como aguarda ansioso a presidente
Dilma Rousseff vir a público e explicar, ponto por ponto, todas as denúncias
apresentadas nesta terça-feira (12/03), durante o Seminário “PSDB a favor da
Petrobras, a favor do Brasil”.

O falastrão Dirceu
perdeu uma boa chance de desviar o foco do assunto “Petrobras”, mas ao não se
conter, estendeu o tapete para Aécio Neves e o PSDB deixarem a posição de
defesa e rapidamente pularem para o ataque. E uma ofensiva taticamente bem
construída com números e fatos concretos.

E assim, Aécio Neves deu o seu recado sobre o desafio lançado pelo guru do PT e de Dilma
Rousseff: “Estamos assistindo ao longo
dos últimos dez anos uma perda enorme de competitividade da empresa
(Petrobras), um equívoco grande na mudança no marco das concessões para a
partilha. Estamos desde 2008 sem leilões. E, além disso, uma gestão
extremamente condenável do ponto de vista de aquisições ou de investimentos,
como a Refinaria Abreu e Lima, ou a aquisição da refinaria de Pasadena, nos
Estados Unidos.

É preciso que alertemos o Brasil, além das consequências perversas no
valor da Petrobras, que atinge mais de 55 mil trabalhadores que investiram em
suas ações e perderam metade do valor, uma gestão que levou a Petrobras a
perder a liderança até mesmo no nosso continente para a petroleira colombiana,
tem outras consequências perversas. E uma delas, hoje levantada, é a
fragilização do programa do etanol. Uma discussão que o Brasil vem travando há
décadas, com investimentos feitos por muitos brasileiros e que hoje, em razão
da manipulação do governo dentro da Petrobras, está sendo inviabilizado.
Portanto, vamos discutir
Petrobras”.

 Graças ao mensaleiro falastrão, Dilma
Rousseff, que andava quieta e bem blindada por seus marqueteiros, terá de vir a
público. Ou será que continuará fugindo de dar explicações concretas até as
Eleições 2014, quando não terá como escapar do debate com Aécio Neves?  


Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s