Choque de Gestão de Aécio Neves: case mundial de sucesso

Choque de Gestão de Aécio Neves: case mundial de sucesso
Choque de Gestão: case mundial de sucesso

Dez anos depois de sua criação por Aécio Neves, o Choque de Gestão se torna um case mundial de sucesso em administração pública

Dez anos depois de sua criação por Aécio Neves, o Choque de Gestão se torna um case mundial de sucesso em administração pública. Organismos de fomento de internacional, governos de províncias e estados de outros países e a imprensa especializada apontam o modelo adotado em Minas Gerais desde 2003 como um exemplo de sucesso a ser seguido.

A revista britânica The Economist, por exemplo, trouxe em sua última edição uma reportagem onde sugere que o Choque de Gestão deveria ser nacionalizado no Brasil, dando a oportunidade a todo o país de vivenciar uma administração pública pautada em metas, planejamento, otimização dos recursos públicos e no alcance de resultados concretos para os cidadãos.

Na reportagem “O remédio de Minas”, The Economist sugere que a provável candidatura de Aécio Neves à Presidência da República, em 2014, será a oportunidade do Brasil optar por um governo central preocupado em profissionalizar a gestão pública e deixar, definitivamente, o ranço do uso eleitoral da máquina pública, como vem acontecendo nos últimos 10 anos.

A revista britânica corrobora com o que o Banco Mundial (Bird) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) têm dito sobre o Choque de Gestão: é a experiência mais inovadora de gestão pública dos últimos tempos na América Latina. É bom lembrar que graças a ele, Minas Gerais pode, em 2008, ser o primeiro estado brasileiro na história a conseguir um financiamento internacional sem contrapartida financeira. O alcance das próprias metas sociais estipuladas dentro do Choque de Gestão é que foram as contrapartidas exigidas pelo Bird. E elas foram cumpridas.

Assim com analisa a revista The Economist, o embate eleitoral no Brasil, em 2014, será muito mais do que uma disputa entre os partidos “A” e “B”. Será a oportunidade do eleitoral contrapor o modelo de governo burocraticamente ineficiente do PT e o Choque de Gestão de Aécio Neves.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s