Biografia Aécio Neves

1960 – Nasce em Belo Horizonte Aécio Neves da Cunha, em 10 de março, filho do ex-deputado federal Aécio Ferreira da Cunha e de Inês Maria Neves Faria. Descendente de uma família com forte tradição na política, é neto do ex-presidente da República Tancredo Neves e do deputado federal Tristão da Cunha.
Aécio no colo de sua mãe, Inês Maria, acompanhado pela avó Risoleta Neves e pela irmã, Andrea Neves
 
1971 – Muda-se com a família para o Rio de Janeiro, para que seu pai participasse de um curso na Escola Superior de Guerra.

1979 – Conclui o 2º grau pelo Colégio São Vicente de Paulo, no Rio de Janeiro.

1983 – Torna-se o secretário particular do governador de Minas Gerais Tancredo Neves.

1984 – Formou- se em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUCMINAS). 

Destacou-se como presidente da ala jovem do PMDB, em Minas Gerais, participando do movimento nacional a favor das eleições diretas, a campanha das “Diretas Já”.

 

1985Tancredo Neves é eleito presidente do Brasil. Aécio Neves acompanha o avô nas visitas oficiais aos governos da Itália, Portugal, Espanha, França, Estados Unidos, Peru e Argentina. Na Itália, eles são recebidos pelo papa João Paulo II.

Aécio é recebido pelo papa João Paulo II
 
1986 – Em sua primeira disputa eleitoral obteve 236.019 votos, elegendo-se como o deputado federal mais votado de Minas Gerais.






O primeiro comitê de Aécio Neves, em Belo Horizonte

 
1987 – Como deputado federal, Aécio Neves participou ativamente da formulação da Constituição Brasileira, coroando o processo de redemocratização do país. Ele apresentou 46 emendas, entre as quais destaca-se a que instituiu o direito ao voto para os jovens entre 16 e 18 anos.

Na Assembleia Constituinte, Aécio foi vice-presidente da Comissão da Soberania e dos Direitos e Garantias do Homem e da Mulher e integrou a Subcomissão da Nacionalidade, da Soberania e das Relações Internacionais e a Comissão de Sistematização, responsável por avaliar, alterar e apresentar os projetos finais da Constituição.






Aécio apresenta emenda que institui o voto aos 16 anos

“O Parlamento não reflete apenas as virtudes de uma sociedade. Ele representa a sociedade na complexidade de seu tempo – e há tempos melhores, como há tempos piores, em qualquer nação do mundo.” – Aécio Neves






Aécio na Assembçeia Nacional Constituinte – a democracia volta ao pais

1988 – Promulgada a Constituição Brasileira. Como deputado federal, em seu primeiro mandato, Aécio participa da formulação da Constituição de 88. A democracia renasce no país.
 

“A promulgação da Carta de 88 teve um alto valor simbólico, porque naquele momento devolvia o País à legalidade, à ordem democrática, após duas décadas de luta do povo brasileiro. As sociedades humanas se fundam nas normas, algumas em si mesmas evidentes, e em outras, estabelecidas conforme a experiência e a necessidade, que se reúnem em suas constituições políticas. Por isso, só a Constituição, discutida e aprovada pelos representantes de todo o povo, dá legitimidade ao poder do Estado, estabelece os governos e lhes fixa os limites de ação. Durante os anos de arbítrio, não tivemos constituições, embora delas houvesse simulacros, redigidos na penumbra dos gabinetes de Brasília e aprovados por um Congresso intimidado pela força. Não eram constituições, mas atas de submissão ao regime autoritário. Não garantiam as liberdades, suprimiam-nas; Pouco a pouco, dia a dia, noite a noite, uma nova democracia foi sendo pacientemente tecida. A luta pela democracia reconquistada ficou para sempre enraizada na história de homens e mulheres que souberam ouvir as ruas e assim transformaram os sonhos de um povo inteiro em realidade viva e determinada.”

Aécio Neves, 21 de Abril de 2008.

1988 – É fundado o Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB, ano em que o Brasil ganhava uma nova constituição. O Partido e a democracia nasceram juntos no Brasil.






Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso e Mário Covas fundam o PSDB

1989 – Filia-se ao Partido da Social Democracia BrasileiraPSDB, unindo-se a grandes nomes da política brasileira, como Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas e Franco Montoro
 

1990 – Conquista, pela segunda vez, o mandato como deputado federal na Câmara.

Aécio participa da Mesa Diretora na Câmara

 1991 – Nasce, em 15 de agosto, a sua filha Gabriela, no Rio de Janeiro.

1994 – Eleito, pela terceira vez, deputado federal. Atua como terceiro-secretário da Câmara, em seu primeiro cargo na Mesa Diretora.

1995 – É eleito presidente do PSDB de Minas Gerais.


1997 – Eleito líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados.

1998 – Eleito, pela quarta vez consecutiva, deputado federal. É o deputado do PSDB mais votado no País e o candidato reeleito mais votado em Minas Gerais.

1998 – O PSDB completa dez anos.

“Em dez anos, o PSDB formou-se, chegou democraticamente ao poder e, com o apoio de amplas forças políticas, eliminou a inflação, estabilizou a economia, abriu mercados, reformou o Estado, enfrentou duras crises. Não importa que alguns pretendam ingloriamente desconsiderar o nosso papel, diante da História que estamos escrevendo: serão sempre os que confundem responsabilidade com submissão, compromisso com barganha, negociação com hesitação. A verdade iniludível, contudo, é que temos legitimidade e credibilidade, por tudo que já realizamos, para vencer agora o desafio do emprego e da justiça.” Aécio Neves.

1999 – Eleito pela segunda vez líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados.

Partiu de Mário Covas o apoio à candidatura de Aécio Neves para a presidência da Câmara dos Deputados em 1999

Mário Covas sonhava com um partido que refletisse, na sua postura, a indignação da população cansada da corrupção e da incompetência do Estado nacional. Sua presença entre nós foi sempre estimuladora, quando não crítica, dos nossos próprios passos coletivos e sobre a direção que tomávamos.” Aécio Neves.

2000 – Eleito líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados. Atua na liderança do partido na Câmara pelo quarto ano consecutivo.
Pela primeira vez, um parlamentar representa o PSDB por um período tão longo.

2001 – É apontado como “o político mais influente do Congresso”, de acordo com pesquisa do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

2002Aécio oficializa sua candidatura ao governo de Minas.



Itamar apoia candidatura de Aécio Neves

“Venho dizer aos mineiros, neste palácio que resume e encarna as nossas virtudes e as nossas razões, que aceito disputar o governo de Minas GeraisAécio Neves.

2002 – É novamente considerado “o político mais influente do Congresso”, de acordo com pesquisa do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap)

2003 – Toma posse como governador de Minas Gerais.

“Há muitos anos que o poder central se esqueceu do compromisso inicial da República, de respeitar a autonomia dos municípios e dos Estados. União pressupõe a igualdade das partes. Se algumas partes se sobrepuserem a outras, não há união, mas, sim submissão. Se não formos capazes de restaurar, e já, o pacto federativo, a integridade nacional estará ameaçada pelos aventureiros que sempre se nutrem dos ressentimentos regionais. Grande é a responsabilidade de Minas, como o estado que ocupa o centro histórico e geográfico do País, nessa busca do equilíbrio de poder entre os entes federados, e dela não nos esquivaremos.” – Aécio Neves



Aécio com sua filha, Gabriela, durante a cerimônia de posse, em 1º de janeiro de 2003, no Palácio da Liberdade

2003 – Implanta no governo de Minas, o Choque de Gestão, principal referência em administração pública no Brasil. O ponto de partida: gastar menos com o governo e mais com o cidadão. A idéia era reduzir o peso dos recursos destinados à máquina administrativa e ampliar os investimentos destinados a melhorar a qualidade de vida das pessoas em áreas como saúde, educação, segurança, infraestrutura, meio ambiente e geração de emprego e renda, entre outras. 

2004 – Aécio anuncia o “déficit zero” nas contas públicas de Minas Gerais”. A partir da adoção do “Choque de Gestão” -, o governo de Minas conseguiu equilibrar as despesas e receitas do Estado. Para obter esse resultado, Aécio determinou a extinção de cargos, a diminuição do número de secretarias, o corte de despesas com serviços e materiais e a redução do próprio salário.



Aécio Neves durante anúncio do Déficit Zero

2006Reeleito governador de Minas Gerais em primeiro turno, recebe a maior votação da história de Minas Gerais, cerca de 73% dos votos válidos.



Aécio durante cerimônia de posse, em 1º de janeiro de 2007, no Palácio da Liberdade

2009 – Pesquisa do Datafolha aponta Aécio como primeiro colocado no “Ranking de Avaliação dos Governadores. Em três pesquisas realizadas pelo Instituto Datafolha, durante o período que governo Minas Gerais, Aécio Neves foi considerado o governador com maior índice de aprovação em seu estado.

Arte: Folha de São Paulo – 25 maroço 2009

 

2001É eleito senador da República por Minas Gerais. Aécio Neves recebe 7.565.377 votos.

O seu sucessor no governo do Estado, o professor Antonio Anastasia – que apresentava a proposta de dar continuidade ao trabalho executado por Aécio – é eleito, em primeiro turno, com 62,77% dos votos válidos.

Aécio Neves e Antonio Anastasia, durante a campanha para o Senado Federal e para o Governo de Minas, na Praça da Estação, em Belo Horizonte.

 

2011Lançamento da Frente pela Adoção. Em uma parceria com os deputados federais Gabriel Chalita, Alessandro Molon e Antônio Reguffe e com o senador Lindbergh Farias, Aécio participa do lançamento do programa que estimula ações de incentivo à adoção de crianças e adolescentes no Brasil. 


Lançamento do programa de Políticas de Adoção e da Convivência Familiar e Comunitária

2012 – Eleito como um dos 100 brasileiros mais influentes do ano pela Revista Época.



2012Fernando Henrique Cardoso anuncia Aécio Neves como o candidato do PSDB à Presidência da República.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s